Para ter tempo é preciso ter foco

O leitor Michael Tomé me mandou uma mensagem perguntando como fazer para separar o tempo entre atividades profissionais e vida pessoal. A resposta parece simples: “para ter tempo é necessário ter foco”. Mas o que significa ter foco, seja na carreira, seja na vida pessoal?

Muita gente confunde foco com meta. Podemos dizer que a meta é o objetivo que desejamos atingir, quantificado. Por exemplo, minha meta neste momento é responder ao Michael e falar sobre foco em um artigo de pelo menos 300 palavras. Para isso, meu foco deve ser escrever uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão que atinjam essa meta.

Portanto, podemos dizer que “foco” é parte da construção da meta. Como numa fotografia, em que você escolhe focar a pessoa que está próxima ou a paisagem atrás, na carreira ou na vida pessoal, constantemente fazemos essa escolha: focar o agora ou o que está por vir.

Foto com foco em um cachorro, deixando o fundo desfocado.
Na foto, vemos que o fotógrafo optou por focar no cachorro, deixando o fundo desfocado.

Ter foco é visualizar sua meta, planejar o caminho a percorrer até ela, com as etapas que devem ser concluídas, e realizar essas etapas uma a uma até alcançar seu objetivo. Mas aí entra uma outra questão que vejo sempre provocar infelicidade nas pessoas e que tudo tem a ver com a pergunta do Michael: a falta de uma meta, quer seja diária, anual, ou uma meta de vida pessoal e uma meta de carreira.

Quem nunca viveu o que chamamos de dilema de Alice? Na história de “Alice no País das Maravilhas”, Alice pergunta ao Gato de Cheshire (também chamado de “gato que ri”) que caminho deve tomar. Nisso, o gato lhe pergunta onde quer ir. Ela não soube responder, ao que ele replica: “então não importa que caminho tomar”.

Portanto, para se separar o tempo entre as atividades profissionais e pessoais, é importante duas coisas:

  1. Saber exatamente o que se quer num determinado momento: sua meta para determinado momento é trabalhar ou curtir sua vida pessoal? Deixe isso claro para você mesmo e para as pessoas ao redor.
  2. Focar as atividades daquele momento na sua meta.

Se você estabelece que naquela quarta à noite, quando chegar em casa do trabalho, sua meta é curtir a pessoa amada e a família, é relaxar, é esvaziar a cabeça, foque nisso. Durante o horário de trabalho, certamente sua meta é trabalhar e progredir na carreira: nesse horário, foque em fazer suas tarefas, fazer cursos, networking, e o que mais for te ajudar na carreira.

Assim, se você estabelecer conscientemente uma meta para cada momento do seu dia – ou da sua vida – você vai poder focar nas atividades que proporcionam o alcance daquela meta e deixar os demais momentos para outras metas.  É assim que podemos separar o tempo entre atividades profissionais e vida pessoal.

Se isso faz sentindo para você, compartilhe esse texto nas suas redes sociais. Talvez você conheça pessoas não pararam para pensar nisso e andam por aí focando na carreira quando deveriam focar na vida pessoal e fazendo tarefas pessoais no horário de trabalho.

Curta minha página no Facebook e se inscreva no meu canal no Youtube.

Luciano Grossi